Uma História Encantadora




O cashmere ou cachemir é de fato pelo, não lã. Ele é obtido da camada de subpelo cabra Hircus (Capra hircus laniger) moradora da cordilheira do Himalaya que abrange as planícies tibetanas da região do Kashmir no norte da Índia, que dá origem ao nome da fibra, assim como parte de Pakistão, Nepal, Mongólia e China.

Essa camada de subpelo, isola a cabra dos fríos intensos dos Himalaias, e é protegida por mais uma camada de pelos mais grossos e ásperos: 
a camada de guarda,
a camada de pelo visível da cabra. O cashmere é a fibra natural de textura mais fina, forte, leve e suave que existe; técnicamente, o pelo da cabra Hircus para serem chamado de cashmere pode ter um diámetro de até 19µm* e não pode conter mais de 3% de fibras da camada de guarda de até 30µm de diámetro. O resto do velo de diámetro mais grosso, mesmo sendo da mesma cabra ou contendo menos de 97% de fibra de até 19µm, técnicamente não é cashmere. É pelo ou lã de cabra de cashmere, mas não cashmere. 

O cashmere é várias vezes mais fino do que a seda, de alta esponjosidade, alta absorção de humidade, alta respirabilidade, e providência um insuperável isolamento térmico e hídrico, sendo a única fibra que reúne todas estas características conjuntamente. O cashmere é quente no inverno, e fresquinho na primaveira e noites de verão. O cashmere mais fino de menos de 15µm é aquele proveniente do subpelo da gola, da parte superior do peito, e da barriga da cabra. A qualidade superior da fibra, está determinada então pela finura (<19µm), comprimento (>35mm), e cor (o mais branco possível).

Cada cabra produz uma média de apenas 200grs. por ano de esse cashmere finíssimo que deve ser colhido á mão com um pente especial por penteadores nomades no fim da primaveira - começo do verão tibetano, é esso só a partir do segundo ou terceiro ano de vida.

Tendo em conta que a vida média da cabra é de sete anos, não é difícil porém, entender porqué o cashmere é também a fibra mais cara que existe. Para fazer um cachecol, é necessário a produção inteira de sub-pelo de uma cabra; para um sweater de mulher de tamanho médio, é necessário a lã de quase três cabras; para um de homem, quase quatro; para um sobretudo, a produção no mínimo 24 cabras. Como comparação, com o velo de uma ovelha merino superfino (a lã de ovelha mais fina que existe, bem mais grossa do que o cashmere), podem ser produzidos uma dúzia de sweaters do mesmo tamanho e peso. 






Ao final de cada primaveira - começo do verão, as cabras mudam naturalmente a camada de pêeos que foi o seu abrigo para atravessar o crudo inverno tibetano. Esses pelos, são colhidos a mão sem nenhum tipo de estresse para o animal, contribuindo á conservação de comunidades camponêsas e sostenibilidade da produção da cabra na região. 






O cashmere não é apenas uma fibra de características extraordinárias, o cashmere têm uma história encantadora para contar que vira a fibra ainda mais preciosa: 

Os xales de cashmere têm sido fabricados no Nepal e Kashmir por miles de anos, aparecendo em textos do Império Mughal do século III a.C. No século XIV, um persiano levou 700 artesãos a Kashmir, e apresentou ao Sultão umas meias feitas com a lã de cashmere. O Sultão adorou, e considerou a proposta do persiano de iniciar uma indústria de tecidos de essa lã. Foi assim que as roupas de cashmere viraram os vestidos preferidos da aristocracia e dos ricos do sub-continente asiático, virando um dos patrimônios culturais mais importantes de da região.

 





Nos séculos XVIII e XIX, durante o Império Británico no Oriente, os xales de cashmere ou pashminas foram levados a Grã Bretanha e Europa, causando sensação entre a nobreza e a alta burguesia. Eles são associados com o luxo, a riqueza e o glamour ainda hoje.


 


 

A HOLI
®
, produz todas as suas peças com 100% cashmere Grado A de origem Nepal. Grado A significa que contém acima de 95% de pelos de menos de 15 microns e de um mínimo 3.5cm de comprimento, colhido a mão. 

Essa rigorosidade assegura qualidade, que en termos de cashmere significa durabilidade mantendo suas caraterísticas originais. A peça não vai ficar cheia de bolhas, perder densidade ou forma. Ela vai viajar bem sem ficar cheia de rugas, e se cuidada corretamente, vai durar décadas e ainda melhorar a suavidade. Esquisito mas certo. 

O cashmere de alta qualidade tem a particularidade de que quando novo, tem um certo corpo ou consistência e vai ir amolecendo ainda mais com sucessivos lavados em condições corretas. O cashmere de qualidade inferior de fibra mais grossa, na hora da compra parece muito suave, brando e fofo, mas essa suavidade foi obtida por sobre-cardação e adição de químicos para virar as fibras grossas mais suaves e brandas. O cashmere de fibra fina mas curta não permite retorcer ele bem para formar o fio e que as pontas fiquem encerradas na torção, á vista parece muito fofo, mas a peça vai ficar cheia de bolhas do mesmo jeito que a lã de ovelha de fibra curta. O cashmere superior nunca parece "pelúcia".

Então, peças feitas com qualidades inferiores de fibra como das costas e os quadris, perdem qualidade com o uso e os lavados. Elas vão desmanchar, encolher, esticar, deformar, soltar pelos e ficar cheias de bolhas. Mesmo a melhor tecnologia de cardado, tecido e tricô e adição de químicos, não vão conseguir melhorar a qualidade, integridade, e durabilidade em bom estado da peça. 

A HOLI
® se orgulha de introduzir pela primeira vez no Brasil cashmere superfino do Nepal, país cujo território é de acima de 30% cordilheira, fazendo que suas cabras produzam o cashmere mais fino e comprido para suportar os fríos mais fríos e os ventos mais terríveis, cashmere que vai ser trabalhado por comunidades que mantêm a lealdade a este animal nobre e entesouram as tradições mais antigas de trabalho com a fibra mais maravilhosa que existe: O Cashmere.

Nossa proposta é oferecer uma alternativa-investimento para o consumidor exigente. Peças que trazem e fazem história, que não vão desiludir você, e pelas quais você vai gerar carinho e respeito, o mesmo carinho e respeito com que elas são feitas.

*
µm ou mícron, equivale à milésima parte do milímetro. 


 



Cachemir Grado A do Nepal. Para Sempre®.