QUALIDADE DO CASHMERE
Aqui oferecemos você uma guia para entender o que é qualidade do cashmere (e o que não é!).
 
• O que determina um fio de cashmere de alta qualidade?

O fator mais importante para a qualidade do fio de cashmere é o comprimento e a finura das fibras. As roupas feitas a partir de fios finos e longos frisam menos e qualquer frisa que possa ocorrer formará borbotes mais finos que são fáceis de remover à mão. No cashmere de alta qualidade, qualquer borboto deve ser mínimo depois de ser usado e lavado algumas vezes. O cashmere de baixa qualidade formará um monte de pequenos borbotes maiores e mais duros espalhados por toda a malha ou tecido, que deverão ser recolhidos com pente ou maquininha com frequência. 

O cashmere é classificado em grados segundo a finura e comprimento da fibra:

Grado A
O cashmere Grado A é o de fibra mais comprida e fina, e é o de mais alta qualidade. As fibras têm um diámetro de 14 à 15.5µm (mícrons). O fio é o mais fino e também o mais suave. As fibras são as mais compridas, normalmente entre 34 - 36mm. Os produtos feitos com cashmere Grado A têm a maior durabilidade mantendo as caracterísiticas originais. Outra característica do Grado A é a brancura, o chamado "white for white", devido a que é a única cor que pode ser tingida branca, em cores pastel, ou utilizada sem tingir, aproveitando sua cor natural off-white.

Grado B
O cashmere Grado B é uma fibra mais grossa do que o Grado A, com um diámetro de 15 - 19µm. Os tecidos e malhas feitos com cashmere Grado B são ainda luxuosos, mas de menor suavidade, brandura e finura do que os feitos com Grado A, conseguintemente tendo menor preço. 
 
Grado C
É o cashmere de qualidade mais pobre. A fibra é grossa, aproximamente o dobro da Grado A. Os fios têm no entorno de 30µm e os produtos feitos com fibra Grado C  são bem mais baratos que os grados superiores, sendo também menos suaves. Para abrandar eles, os fabricantes sobre-cardam e tratam com químicos os tecidos, comprometendo a durabilidade dos produtos. O cashmere Grado C técnicamente é "lã de cashmere" e não cashmere. Pelos padrões internacionais o cashmere pode ser apenas de até 19µm de finura e ter apenas 3% de fibras de 30mícrons, finuras maiores é percentuais maiores a 3% de fibras de 30µm são "lã de cashmere" mas não propriamente cashmere.
 
O cashmere de alta qualidade não deve ser excessivamente suave quando novo, ele vai ir se tornando mais suave com o uso e lavagem à mão. Os tons mais escuros de cashmere não serão tão suaves inicialmente como os mais claros, devido a que o processo de tingido com anilinas mais escuras deixa as fibras mais rigidas. Eles irão abrandando com sucesivos lavados. Se o cashmere é inicialmente extremamente macio e fofo, é um sinal de excesso de cardado e utilização de químicos, e ele vai gastar de forma rápida e mal. 
 
• O que é o "ply" e o "count"?
2/28 ou mais propriamente escrita 2/28NM refere-se em primeiro lugar ao ply (numero de fios) e em segundo lugar ao count (finura) do fio. A maioria de nossas roupas são feitas de 2ply o que significa que dois fios simples foram girados formando um fio composto de duas camadas. Fio 2 ply é melhor do que apenas 1ply (apenas uma camada) porque a dupla torção compensa o torque inerente à um único fio. Camadas (plies) adicionais providenciam maiores alternativas de peso e cor, mas camadas extras não adicionam qualidade, apenas peso, e talvez, cor se utilizados fios de diferente cor para conformar o fio a tecer o tricotar. Peso adicional significa custo extra é não qualidade extra dado que o cashmere é comprado pela grama, e a qualidade - como já foi explicado -, é determinada pela finura e comprimento da fibra.
 
O 28NM significa que 28 metros de fio de 1ply pesam 1 grama. Quanto mais elevada for a contagem mais caro o fio vai ser. O fio padrão da indústria que a maioria dos fabricantes usam é de 2/24-26NM.

A HOLI Home & Fashion utiliza para todos os vestidos únicamente fios de cashmere Grado A de 2/28NM, ou seja: 2ply, de 28metros/grama, 3,5cm de comprimento mínimo de mecha, e 97% de pureza de fibras <15µm, garantindo a qualidade final e a longo prazo da peça.

 
• Importância do processo de fabricação.
Teares de boa qualidade são muito importantes. Malha frouxa e tecido mole é a marca de uma peça de vestuário feita barata. A peça deve recobrar a forma depois de ser puxada, e se estiver guardado por muito tempo, deve desenrugar ao ser pendurada ou estendida horizontalmente por 24hs.
 
• Como é classificado o cashmere?
Os padrões da indústria do cashmere determinam a finura da fibra entre os 14µm e os 19µm, e deve ser, pelo menos de 3,15cm (1-1/4polegadas) de comprimento. Quanto menor o número em mícrons (µm), mais fina será a fibra e melhor será a qualidade no sentido de suavidade. Um mícron é um milionésimo de um metro, de modo que cada fibra é muito, muito fina. Por comparação, um fio de cabelo humano pode variar 17-181microns em diâmetro. A fibra de cashmere é naturalmente franzida e portanto, tem o que é conhecido como "loft", o que permite a roupas feitas do mesmo fornecer calor sem peso.

• Qual é a diferença entre "de cashmere" e "com cashmere"?
Segundo estabelecido por padrões internacionais, um fio, tecido ou vestido para ser considerado "de cashmere" tem que estar composto por 30% cashmere no mínimo. Toda roupa ou tecido composto por um percentual de cashmere menor a 30% é considerado "com cashmere" mas não "de cashmere".

A HOLI Home & Fashion utiliza fios com um mínimo de 30% cashmere para todas suas roupas, inclusive as de verão. 
Roupas feitas com menos de 30% de cashmere, não são consideradas nem chamadas "cashmere" em nossa loja. 

 
• Qual é a diferença entre cashmere puro, misturas cashmere/seda, e misturas de cashmere/algodão?
O cashmere misturado com seda tem mais brilho, melhor balanço, maior resistência, e é menos quente do que o cashmere puro, portanto, perfeito para o verão. A mistura cashmere/seda também é ideal para roupas de gala devido ao brilho e balanço do tecido. O exemplo perfeito de cashmere/seda para ocasiões especiais é a pashmina de cashmere/seda.
O cashmere misturado com algodão irá produzir uma peça mais fresquinha e resistente, mais de verão e menos delicada, mas com as características de isolamento, suavidade, leveza e luxo do cashmere. 




Chyangra Pashmina Trademark



 

Produto de um grande esforço de anos de trabalho, nucleados pela Associação de Industrias do Cashmere do Nepal (NPIA, Nepal Pashmina Industries Association) e com apoio do governo nepalés, os fabricantes de produtos de cashmere têm registrado a marca comercial "Chyangra Pashmina" ou "Lã de Cabra do Himalaia" em Português. No Nepal, a Capra hircus ou cabra de cashmere é chamada de Chyangra e sua lã é chamada de Pashmina, assim como a estola ou xale feito desse pêlo finíssimo. 

O objetivo da criação e registro da marca "Chyangra Pashmina" é defender e diferenciar o cashmere nepalés das imitações baratas de lã inferior ou de fibras sintéticas produzidas em massa principalmente na China e na Índia, vizinhos muito maiores do Nepal, fazendo assim o cashmere virar de ser um produto de luxo associado à realeza, para um xale ou cachecol barato tanto quanto baixa é sua qualidade.

A produção de xales, estolas, cachecóis, e outros produtos de cashmere chinês em volumes enormes fiz a fibra perder sua aura de cara e rara, fazendo os consumidores associar o nome "cashmere" principalmente com produtos de baixa qualidade e misturas que imitam - ele, não estando então preparados para pagar o verdadeiro preço do caro produto genuíno. O termo pashmina tem sido desvrituado ao ponto que hoje, é comumente utilizado para chamar xales e estolas feitas de cashmere de baixa qualidade no melhor dos casos, ou misturas de fibras mediocres com um pouquinho de cashmere, ou o maior descrédito, feitos de acrílico, viscose e poliéster.

Milhares de nepaleses, de pastores do Himalaia a processadores de lã, tecelões e exportadores, estão envolvidos na produção de pashmina. Cerca de metade perderam seus empregos ou negócios na última década devido à produção em massa de cashmere principamente chinês e indiano de baixa qualidade, que não só destroi o ecosistema, mas expulsa a população camponesa e causa a extinção de artes milenares. A indústria exige trabalho árduo e habilidades de alto artesanato, a classificação manual da lã, e, na sequência, o meticuloso trabalho de tecido e tingido a mão. 

Sendo que a verdadeira pashmina tem sido grosseiramente deslegitimada, é que a marca "Chyangra Pashmina" é destinada a separar e individualizar esses produtos genuínos e garantir não apenas o conteúdo da lã de cashmere, mas também que as técnicas de produção são respeitosas ao meio - ambiente e que não foi utilizada mão de obra infantil no processo, sendo já registada em acima de 40 países ocidentais. 

Nos orgulhamos de todos nossos xales, estolas, e cachecóis de tear em 100% cashmere ostentar a tag "Chyangra Pashmina" com o holograma de autenticidade e número de cadastro da peça na NPIA, garantindo que a fibra que a compoe provêm da Capra hircus do Himalaia nepalés, que trata - se da fibra de maior qualidade do mercado, produzida do jeito mais ético e respeitoso ao planeta e aos trabalhadores. 


 
 
 

Se você tiver alguma dúvida não respondida aqui por favor use o formulário de contato, e nós responderemos o mais rapidamente possível.